Avaliação Psicológica: o que é?

Quando se fala em avaliação psicológica, por vezes há muita curiosidade dos leigos sobre o assunto. É um tema que gera curiosidade na população, que em geral tem em mente a ideia de avaliação psicológica como sinônimo de “psicotécnico”, aqueles exames bem conhecidos por quais todos passam ao tirar a carteira de motorista, ou para conseguir uma vaga de emprego. Afinal, o que é avaliação psicológica? É apenas aplicação de testes, ou de técnicas específicas? Cabe esclarecer melhor o assunto.

Primeiramente, a avaliação psicológica é um processo. A testagem é uma parte bastante importante deste processo, mas não deve ser tomada de maneira isolada. Na verdade, a testagem é apenas um dos recursos que o psicólogo utiliza para acessar o sujeito e investigar a questão a qual se propõe. Tendo dito isso, é importante salientar que a avaliação psicológica pode ser feita para diversos propósitos e em diferentes contextos. O psicólogo usa estratégias de avaliação psicológica com objetivos bem definidos e para encontrar respostas a questões específicas, de acordo com o contexto da avaliação. Por exemplo: avaliação psicológica para registro e porte de armas de fogo; avaliação neuropsicológica para investigar sintomas demenciais em idosos; psicodiagnóstico (avaliação com propósitos clínicos), entre tantas outras! Cada uma terá suas especificidades e responderá a questões específicas.

Cada tipo de avaliação psicológica demandará bastante preparo e experiência por parte do psicólogo, que precisará buscar capacitação muito além do que se aprende na graduação em Psicologia. Independente da finalidade da avaliação, este não é um processo simples, pois além de necessitar de conhecimento e competência específicos, os instrumentos (como os testes psicológicos) normalmente utilizados nas avaliações são custosos e devem ser escolhidos de forma cuidadosa pelo profissional. A interpretação dos resultados provenientes da avaliação envolve aspectos éticos importantes, necessita compreensão do funcionamento psíquico e atentar para a construção da subjetividade. Deste modo, o Psicólogo, devido à sua formação, é o profissional corretamente capacitado para interpretar os resultados e transmitir aos interessados.


Psicóloga Valéria Fraga CRP 07/26315 – Especialista em Avaliação Psicológica